Cadastre-se e receba novidades de Promovol Eventos

Grêmio joga mal na Argentina e perde para o Estudiantes no primeiro jogo das oitavas

Grêmio joga mal na Argentina e perde para o Estudiantes no primeiro jogo das oitavas

O JOGO
Dos males, o menor. O Grêmio não conseguiu repetir as boas atuações na noite desta terça-feira, no primeiro jogo das oitavas de final da Libertadores, e perdeu por 2 a 1 para o Estudiantes, em Quilmes, na Argentina. Envolvido pelo adversário, o Tricolor ainda saiu no lucro com o gol de Kannemann, que facilita a vida na volta, na Arena.

COMO FICA
O Estudiantes vai para o jogo de volta, em Porto Alegre, no próximo dia 28, com a vantagem de qualquer empate para seguir às quartas de final. Já o Grêmio precisa vencer por 1 a 0 para usar o gol marcado fora de casa a seu favor e passar. Se devolver o 2 a 1, a decisão vai para os pênaltis. Vitória tricolor por um gol, acima de 3 a 2, classifica o time argentino.

PRIMEIRO TEMPO
O Grêmio até começou melhor, com troca de passes envolvente, e fez o Estudiantes correr atrás da bola. Aos sete, André perdeu chance clara ao ficar na frente do gol após passe de Maicon. Mas no minuto seguinte veio o castigo. Apaolaza acertou um chutaço no ângulo esquerdo de Marcelo Grohe, sem chances. A partir daí, os argentinos passaram a "morder" os gaúchos na marcação. O Tricolor não conseguia criar. Até que, aos 37, Campi subiu mais alto que a defesa gremista e fez o segundo. O Grêmio parecia entregue. Porém, também em lance de escanteio, Kannemann pegou rebote do goleiro e empurrou para a rede aos 43: 2 a 1 para os donos da casa.

SEGUNDO TEMPO
O Grêmio voltou melhor do intervalo. Logo aos três minutos, André perdeu mais uma chance em chute cruzado da ponta direita da área. Então, o jogo amornou. Renato lançou Marinho no lugar de Pepê e inverteu o atacante de lado com Ramiro. O Tricolor foi ainda mais para cima. Aos 31, Zuqui fez falta dura em Kannemann, recebeu o segundo amarelo e foi expulso. Nem assim o clube gaúcho conseguiu o empate. Jael teve boa oportunidade ao receber cruzamento da direita, porém, cabeceou em cima do goleiro Andújar. Luan, de atuação apagada, sentiu problema e causa apreensão.

INTENSIDADE ARGENTINA
No primeiro tempo, o Grêmio parecia atordoado com a intensidade do Estudiantes. Repleto de jovens, o time argentino sufocou os brasileiros em seu campo e saiu na frente logo aos oito minutos, em um golaço de Apaolaza, depois de pressão na frente da área tricolor. Os gaúchos continuaram envolvidos e sofreram mais um. Em escanteio pelo lado esquerdo, Campi subiu alto e cabeceou no contrapé de Marcelo Grohe.

KANNEMANN DIMINUI SUFOCO
Foi também em uma bola aérea que o Grêmio conseguiu o gol para dar vida nova ao confronto. No apagar das luzes do primeiro tempo, Luan bateu escanteio da esquerda, André cabeceou para defesa de Andújar, e Kannemann apareceu para mandar à rede no rebote do goleiro argentino. O tento qualificado fora de casa pode ser decisivo para a volta, na Arena.

ESTUDIANTES AGUENTA COM UM A MENOS
Aos 31 do segundo tempo, o volante Zuqui deu uma entrada dura em Kannemann na lateral de campo e recebeu o segundo cartão amarelo. Viu o vermelho e acabou expulso. O Grêmio passou a ocupar o campo adversário, mas sem muita efetividade. Fechado, o Estudiantes soube neutralizar as tentativas rivais e garantir a vitória.

PREOCUPAÇÃO COM LUAN
Aos 12 do segundo tempo, o lateral-esquerdo Erquiaga deu uma entrada forte em Luan no meio de campo, e o meia-atacante ficou no chão sentindo muita dor, que pareceu nas costas. Ele recebeu atendimento médico e voltou à partida. Aos 33, porém, não suportou o problema e pediu para sair. Douglas entrou em seu lugar e pouco mudou o panorama do jogo.

Fonte: https://globoesporte.globo.com/rs

Apoio / Parceiros

Sobre a Promovol

Todos os direitos reservados a Promovoleventos.com.br