Cadastre-se e receba novidades de Promovol Eventos

Fla vence Cruzeiro no Mineirão, mas resultado classifica a Raposa para as quartas da Libertadores

Fla vence Cruzeiro no Mineirão, mas resultado classifica a Raposa para as quartas da Libertadores

O JOGO
Vencer o Cruzeiro em pleno Mineirão, por 1 a 0, não foi o suficiente para o Flamengo se classificar às quartas de final da Libertadores. No entanto, serviu para lembrar que o mata-mata do torneio é disputado em 180 minutos. E o triunfo por 2 a 0 dos mineiros, no jogo ida, no Maracanã, foi crucial para a conquista da vaga. Em jogo movimentado e pegado nos dois tempos, o único gol foi marcado pelo zagueiro rubro-negro Léo Duarte. 

MINEIRÃO EM ÊXTASE
A classificação para as quartas de final levou os torcedores cruzeirenses ao delírio. A festa foi ainda maior quando os jogadores resolveram participar dela, no melhor estilo seleção da Islândia.

QUEM A RAPOSA PEGA?
Classificado, o Cruzeiro agora enfrentará o vencedor do confronto entre o Boca Juniors (ARG) e o Libertad (PAR). O jogo de volta será nesta quinta-feira, em Assunção. Na ida, o Boca venceu a equipe paraguaia por 2 a 0 na Bombonera. 

BARCOS PERDE GOL INCRÍVEL
O Flamengo precisava de gols, e o técnico Maurício Barbieri apresentou surpresas na sua escalação. Sacou Dourado do time titular, colocou Marlos e deixou Vitinho atuando mais centralizado. Apesar de tentar apertar a saída de bola fora de casa, a mudança não foi suficiente para os cariocas durante a etapa inicial. Em resposta, Mano Menezes deixou Everton Ribeiro e Paquetá bem marcados, colocando o Rubro-Negro sem espaços para criar ou arriscar chutes de fora da área. 

Apesar da necessidade do Flamengo, a primeira chance clara de gol foi do Cruzeiro. Aos 20 minutos, Diego perdeu bola para Arrascaeta, que tabelou com Robinho para invadir a área. O uruguaio cruzou para Barcos que, totalmente sozinho, perdeu diante do gol livre. Uma chance claríssima desperdiçada.

O Rubro-Negro chegou com perigo em chute de Everton Ribeiro de fora da área. Houve um gol de bicicleta, marcado por Lucas Paquetá, bem anulado pela arbitragem após impedimento. 

LÉO DUARTE MARCA, MAS CRUZEIRO LEVA
O duelo voltou ainda mais movimentado no segundo tempo. Na briga contra o relógio, o Flamengo pressionou de forma mais intensa, mesmo sem ser contundente. O Cruzeiro, por sua vez, retornou ainda mais cauteloso, tentando se fechar e reduzir os espaços, aproveitando brechas e falhas do rival. Aos 17, Éverton Ribeiro perdeu a bola para Arrascaeta. Uruguaio cruzou para Barcos, que conseguiu toque no segundo pau. Thiago Neves ainda ficou livre, na cara do gol, mas parou em uma grande defesa de Diego Alves - um dos destaques do jogo.

Pouco depois, quem abriu o placar foi o Flamengo. Após escanteio cobrado por Diego, a zaga do cruzeiro afastou, mas a bola sobrou na direita com Éverton Ribeiro, que tocou para o meio. O goleiro Fábio tentou a saída para a defesa, mas Léo Duarte apareceu e colocou no fundo da rede: 1 a 0, aos 24 minutos.

A partir daí, Barbieri colocou três atacantes atacantes em jogo (Dourado, Geuvânio e Lincoln), e o Flamengo tentou de todas as formas partir para o ataque. Apesar de ter perdido a organização, pressionou o quando podia. E o Cruzeiro teve o mérito de segurar a pressão e tentar esfriar o jogo. 

PRÓXIMOS COMPROMISSOS
As duas equipes voltam a jogar no fim de semana, pelo Campeonato Brasileiro. O Flamengo recebe o Ceará, domingo, no Maracanã. No mesmo dia, o Cruzeiro encara o Internacional, no Mineirão.

Fonte: https://globoesporte.globo.com/mg

Apoio / Parceiros

Sobre a Promovol

Todos os direitos reservados a Promovoleventos.com.br