Cadastre-se e receba novidades de Promovol Eventos

Faltou um gol: Corinthians vence o Colo-Colo na Arena, mas não passa das oitavas da Libertadores

Faltou um gol: Corinthians vence o Colo-Colo na Arena, mas não passa das oitavas da Libertadores

TIMÃO FORA!
Faltou um gol para o Corinthians chegar às quartas de final da Libertadores. Nesta quarta-feira, na Arena, a vitória por 2 a 1 sobre o Colo-Colo foi insuficiente – o adversário, que tinha feito 1 a 0 no Chile, beneficiou-se do gol marcado fora de casa nas oitavas. Os gols foram marcados por Jadson, de pênalti, e Barrios no primeiro tempo, e Roger no segundo.

AH, AS OITAVAS...
O fantasma das oitavas de final voltou a assombrar o Corinthians, que foi eliminado pela oitava vez nesta fase. Das últimas nove participações na competição, o Timão só não caiu nas oitavas em 2011, quando saiu ainda na fase prévia para o Tolima, da Colômbia, e em 2012, ano da conquista do título inédito.

NADA DE DÉRBI
Garantido nas quartas de final da Libertadores, o Colo-Colo espera quem passar do confronto entre Palmeiras e Cerro Porteño, que se enfrentam na quinta-feira, na arena alviverde. No jogo de ida, no Paraguai, o arquirrival do Timão venceu por 2 a 0

GALVÃO CRITICA ANDRÉS
Galvão Bueno criticou o presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, ao final da transmissão do jogo na TV Globo. O narrador criticou o dirigente por ter declarado recentemente que o Timão não estava tão ligado na competição sul-americana, mas sim com foco na Copa do Brasil 

VIOLÊNCIA
Antes da partida, policiais militares entraram em confronto com torcedores do Colo-Colo no setor reservado aos visitantes na Arena. A confusão começou por conta de uma bandeira. Havia crianças no meio da troca de agressões

PRIMEIRO TEMPO
Para quem estava atrás na disputa, o Corinthians começou seguro. Não criava chances, mas fazia a bola rodar e não dava espaço para o Colo-Colo. Com 14 minutos, Pedro Henrique, machucado, deu lugar a Léo Santos. Aos 16 minutos, o Timão já estava na frente, com um gol de Jadson, de pênalti. O domínio territorial continuava, mas o principal jogador do time chileno, o meia Valdivia, tinha liberdade para conduzir a bola. Aos 31, numa jogada começada por ele, Pérez cruzou para Barrios, entre Léo Santos e Henrique, empatar de cabeça. A partir daí, o jogo ficou como o adversário queria. O lateral Zaldivia, por exemplo, passou a provocar Romero, e o Timão não se encontrou mais. Roger, que começou no comando de ataque e pouco fez, saiu discutindo com Valvidia.

SEGUNDO TEMPO
A missão estava mais difícil para o Corinthians: vencer por dois gols de diferença. Mas, com menos de um minuto, Orion espalmou um chutaço de Pedrinho e, após o encanteio, fez milagre em finalização à queima-roupa de Henrique. Aos 9, Romero botou a bola na rede, mas estava impedido. Parte da torcida alvinegra continuava irritada com Roger, mas foi ele que, aos 18, recolocou o Timão na frente. A partir daí, o time da casa cresceu junto com a torcida. Aos 31, Romero teve outro gol corretamente anulado por impedimento. Osmar Loss mudou o Timão para os últimos dez minutos: Mateus Vital entrou no lugar de Fagner, que saiu mancando. Mais para o fim, Sheik entrou no lugar de Pedrinho, também machucado, mas o gol não saiu. E Danilo Avelar ainda foi expulso.

NA ARENA
Público: 38.112 pagantes
Renda: R$ 2.736.246,58

O QUE VEM POR AÍ
Pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Corinthians recebe o Atlético-MG no sábado, às 21h (de Brasília), na Arena. Pela Copa do Brasil, os confrontos de semifinal contra o Flamengo estão marcados para os próximos dias 12 e 26, o primeiro no Maracanã.

Fonte: https://globoesporte.globo.com/sp

Apoio / Parceiros

Sobre a Promovol

Todos os direitos reservados a Promovoleventos.com.br